Quando falamos em moeda digital, nem tudo se resume ao Bitcoin, como muitos imaginam. Na última década, algumas criptomoedas começaram a surgir, e dentre estas, uma das que possuem uma boa popularidade e expectativa de valorização é o Ethereum, originalmente chamado de Ether.

Inicialmente essa moeda foi apresentada em 2014 por um dos seus desenvolvedores, Vitaliki Buterin. E ainda no mesmo ano, ela foi apresentada para comunidade virtual, para sua devida utilização e investimento.

Sendo assim, dentro desta tendência de carteiras virtuais, a ascensão da moeda Ethereum traz grandes especulações para o futuro. Como a compra de dinheiro virtual já vem se perpetuando desde o Bitcoin, várias pessoas estão apostando nesta outra opção de dinheiro virtual, também.

A partir disso a FXCBit passa a integrar em sua plataforma a negociação do Ethereum, além do Bitcoin. Pensando na mesma facilidade que o sistema do Ethereum possui, nós da FXCBit acompanhamos nessa mesma pega, ou seja, para comprar e transacionar suas moedas em nossa plataforma é extremamente fácil. Pagando seu boleto gerado no site, você vai possuir crédito para começar a comprar suas moedas.

Plataforma

De acordo com Stephan Tual, diretor de comunicação do Ethereum, a moeda se trata de um novo formato econômico para realizar transições financeiras, mantendo seus dados seguros. Contudo, mesmo a moeda estando em circulação, ela passa por uma estado de madurecimento e desenvolvimento, para melhoria da plataforma.

O Ethereum segue o padrão da maioria da moedas virtuais, se apoiando na tecnologia Blokchain. Contudo, essa tecnologia é uma plataforma descentralizada, no qual, consiste em um sistema que está conectado em vários computadores. Esse banco de dados faz com que cada transição seja analisada e aprovada ou não.

Dentro da Blockchain existe um sistema chamado de Peer-to-peer (p2p), que apoia-se em uma rede interna logada a vários computadores. Ou seja, quando uma informação entra nesse banco de dados, ela é propagada de forma geral. Desta forma é necessário que haja a aprovação de todos usuário da rede.

André Soares/Equipe FXCBit